quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

Felipe Guerra: O projeto dos artistas da terra foi esquecido?



Aos 03 dias de dezembro de 2019, no palácio: Ver. Joel Canela de Oliveira, às 19:00hs, estiveram reunidos em sessão ordinária os senhores vereadores: Ronaldo Luciano da Costa (presidente), Jânio Nilson Silveira Barra (vice-presidente); Max Íran de morais (1° secretário); Genilson Santana de Nogueira (2° secretário); Djalma Laurindo da Silva Júnior; Francisco Canindé de Meneses; Francisco Ubiracy Feitosa Pascoal; Marcos Aurélio Alves de Morais; e Pedro Alves Cabral Neto. 

Durante a sessão, o assunto em pauta era o "VETO do Executivo Municipal ao projeto de lei de N° 006/2019-GV de iniciativa do Legislativo Felipense", que antes tinha sido aprovado unânime pela casa legislativa. 

Após uma reunião, os senhores vereadores: Djalma Laurindo da Silva Júnior; Francisco Canindé de Meneses; Jânio Nilson Silveira Barra (vice-presidente); Marcos Aurélio Alves de Morais; e Pedro Alves Cabral Neto votaram a favor da manutenção do VETO, defendendo a promessa do executivo municipal envia no decorre do ano (2019), um novo projeto de lei visando o incentivo e a valorização dos artistas da terra. Já, os senhores vereadores: Francisco Ubiracy Feitosa Pascoal; Genilson Santana de Nogueira (2° secretário); Max Íran de morais (1° secretário); e Ronaldo Luciano da Costa (presidente) votaram contra a manutenção do VETO. 

RESULTADO: Por 5 votos x 4 votos o executivo municipal teve o VETO ao projeto de lei de N° 006/2019-GV de iniciativa do Legislativo Felipense mantido.

A pergunta é: O Legislativo Felipense recebeu ainda em 2019 um novo projeto? ou vai ficar no esquecimento como a avenida: Mãe Gonzaga.


Nenhum comentário:

Postar um comentário