segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

No RN, Petrobras reduziu 63% dos investimentos em seis anos

Após três décadas explorando intensamente os campos terrestres do Rio Grande do Norte, a nova política econômica definida pela Petrobras não vê mais vantagens em continuar as atividades no Estado na mesma intensidade. Iniciado em 2013, o processo de desinvestimentos da empresa no RN e em demais estados do Nordeste já levou, nas terras potiguares, ao fechamento de 6,9 mil postos de trabalho de funcionários efetivos e terceirizados, e a uma redução de 63,03% nos investimentos, equivalente a R$ 931,7 milhões.
A saída gradual da empresa é justificada pelos diretores como uma decisão de negócios. Para a empresa, prosseguir a exploração de campos em terra não é mais vantajoso para uma empresa “do porte da Petrobras”, como disse o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, durante o Seminário Motores do Desenvolvimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário