quarta-feira, 20 de março de 2019

PDT pode expulsar dissidentes


Segundo o presidente do PDT, Carlos Lupi, parlamentares que não votarem contra a reforma da Previdência estarão sujeitos a suspensão ou expulsão do partido. Lupi afirma que o PDT não é contra uma reforma do sistema previdenciário brasileiro, mas que o texto da equipe do Ministro da Economia, Paulo Guedes, tem “vícios originais” que impedem o apoio da sigla.
O PDT considera que o governo “maquia” o déficit real da Previdência ao considerar a Desvinculação de Receitas da União (DRU) no cálculo. Além disso o partido quer que o governo explique se houve isenções fiscais na Previdência e ataque a sonegação. Congressistas que não seguirem a orientação de votar contra a reforma estarão sujeitos às sanções previstas no Estatuto, que vão da suspensão à expulsão”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário