sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Equipe econômica espera que o PIB do país cresça 3% em 2019

Se o ano passado surpreendeu pela frustração na atividade econômica, o governo federal pretende contrariar as expectativas atuais do mercado e ter um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) acima do esperado em 2019. A equipe econômica está empenhada em dar condições para o Brasil avançar mais de 3% neste ano, acima da previsão de analistas ouvidos pelo Banco Central (BC) para o relatório Focus, de 2,57%. A autoridade monetária mostrou que o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) cresceu 0,29% em novembro, frente a outubro, o que representa uma recuperação ainda lenta.
No início de 2018, os economistas esperavam um PIB de 3% no fim do ano, mas os resultados desapontaram. Ao que tudo indica, o crescimento oficial da economia brasileira para o ano passado deverá ficar entre 1,3% e 1,4%. De acordo com o IBC-Br, a taxa de crescimento foi de 1,38% no acumulado de janeiro a novembro. Em 12 meses, atingiu 1,44%.
A equipe econômica aposta na reforma da Previdência, que será apresentada pelo governo após a volta do presidente Jair Bolsonaro do Fórum Econômico Mundial, que ocorrerá entre os dias 22 a 25, em Davos, na Suíça. A intenção do ministro da Economia, Paulo Guedes, é levar um texto para o Congresso Nacional que agrade os investidores. Além disso, trabalham com a aprovação da proposta ainda no primeiro semestre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário