quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Mais segurança para Bolsonaro

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) vai reforçar o esquema de proteção ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, em comparação ao existente hoje para o presidente Michel Temer. Esse reforço ocorrerá não só na posse, mas também a partir de janeiro, quando o GSI assume a segurança do presidente eleito.
“Nunca tivemos um candidato a presidente que tenha sofrido uma tentativa de assassinato. Isso, por si só, já justifica o reforço no esquema de segurança”, declarou o ministro-chefe do GSI, general Sérgio Etchegoyen, em entrevista na qual explicou que “a estrutura do GSI se adapta aos novos dirigentes”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário