sábado, 11 de agosto de 2018

STJ rejeita libertar Lula para fazer campanha

A Quinta Turma do STJ rejeitou, por unanimidade, um pedido da defesa de Lula para permitir que o condenado deixasse a prisão e pudesse participar da campanha eleitoral.
Os advogados do condenado pediam que essa medida (“efeito suspensivo”) durasse até que o STJ julgue o recurso pela análise do mérito da condenação no caso do triplex do Guarujá.
A decisão foi tomada pelo colegiado em 2 de agosto, mas foi divulgada pela assessoria de imprensa do tribunal só hoje, uma semana depois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário